quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Quinto Império Universal

MARIA DE LOURDES PELICANO

Poetisa portuguesa contemporânea, escreveu em seu livro Arte e Transcendência vários poemas sobre o Quinto Império. Dentre eles, selecionamos um que fala diretamente sobre o Brasil.

De alma luso impregnado

O teu corpo e o teu ser

São o luso grandioso

Que Camões desejou ver.

Eis o Império por fazer!

Eis o direito e o esquerdo unos

Como pessoa o veio dizer.

Eis a poesia e a ciência

Juntas a acontecer

És o amor e a dádiva

És a alegria e a razão

És a riqueza e a beleza

És a terra doleite e do mel

Terra de Sta. Cruz –

A prometida e a fiel

És o mundo que há de vir

És tudo ainda por cumprir

E eis que o momento já vem!

Revolução do Amor

Liberdade última e final

Tu cumprirás o Quinto Império

MARIA DE LOURDES PELICANO

Poetisa portuguesa contemporânea, escreveu em seu livro Arte e Transcendência vários poemas sobre o Quinto Império. Dentre eles, selecionamos um que fala diretamente sobre o Brasil.

De alma luso impregnado

O teu corpo e o teu ser

São o luso grandioso

Que Camões desejou ver.

Eis o Império por fazer!

Eis o direito e o esquerdo unos

Como pessoa o veio dizer.

Eis a poesia e a ciência

Juntas a acontecer

És o amor e a dádiva

És a alegria e a razão

És a riqueza e a beleza

És a terra doleite e do mel

Terra de Sta. Cruz –

A prometida e a fiel

És o mundo que há de vir

És tudo ainda por cumprir

E eis que o momento já vem!

Revolução do Amor

Liberdade última e final

Tu cumprirás o Quinto Império

O Quinto Império

Como sabemos de Padre Vieira, no séuclo XVII,nasceu a crença e o mito messiânico do Quinto Império.

Partindo de base material, então concebe o Quinto Império como sendo o domínio universal de Portugal no mundo, depois de sucedido pelo domínio assírio, medo, persa e romano respectivamente, segundo uns, e Babilônia, Pérsia, Macedônia, Roma, segundo outros. Pouco importa.

Mas, conservando o mito messiânico, todavia o despindo de sua base e origem materiais (embora sabendo que a profecia de Daniel lhe confere autoridade), bem, para nós o Quinto Império deva ser uma manifestação espiritual, com base e início espíritual.

Podemos dizer mesmo que o Quinto Império é o resultado do movimento do calvário do Espírito hegeliano, a sua culminância ou quase culminância, porque o Quinto Império Espiritual ainda é preparação, para o Sexto Império Universal, termo e fim de toda a evolução do espírito.

O Primeiro Império Universal foi a Moral, que é o inverno da História; o Segundo Império Universal foi o Espiritual, que é a primavera da História; o Terceiro Império Universal foi o Intelectual, que é o verão da História; o Quarto Império Universal foi o Filosófico, que é o outono da História; e o Quinto Império Universal é o Profético (mas o Sexto Império Universal é o Jesuânico, termo e fim de tudo).

O estágio Moral foi o tempo do olho por olho e dente por dente. O tempo daqueles que pegaram em pedra para cumprir a lei na mulher pecadora. O estágio espiritual foi o tempo em que a liberdade jorrou, e a pecadora teve a oportunidade do arrependimento e de se fazer nova criatura. O estágio intelectual foi o tempo daquele que denunciou e descobriu os mecanismos da opressão de uns sobre outros. O estágio filosófico foi o tempo daquele que a partir das descobertas daquele baniu a exploração de uns sobre outros e construiu uma sociedade de partilha. E o Quinto Império Mundial, o Profético, é o tempo Daquele que derribou o altar dos profetas de Baal e levou o povo a uma santa e imaculada adoração.

A Humanidade passou já pelos quatro impérios e entre o dia 1º de Janeiro do ano de 2011 e o ano de 2012 ingressará no Quinto Império Universal.

É um novo tempo onde se faz novas todas as coisas. No lugar da consciência fragmentada, surge a consciência sintética, que vê sempre os dois lados da coisa e emite juízo somente após pesar na balança os dois lados da coisa. É o tempo do surgimento do “homem integral” de que falou Jacques Maritain. O fim da ideologia e do nascimento da ciência. Do surgimento da Nova Jerusalém, saindo dela águas vivas, metade delas para o mar oriental e metade delas para o mar ocidental... saciando de paz e de justiça e de alegria ao povo palestino... ao povo judeu... Com a sua paz, a sua justiça e a sua alegria alcançando e embebendo evangélicos e católicos... cristãos e socialistas... Ocidente e Oriente... Fé e Ciência... Brancos e Negros... Turcos e asiáticos... Trabalhadores e Proprietários... Com todos, na sua paz, na sua justiça e na sua alegria se pondo a construir o reino da liberdade concreta, em que cada um tem segundo a sua necessidade... Que é de Pão, mas também de Transcendência, como disse o Sábio que galgou os degraus do conhecimento e do sentimento e destes dois pilares, do seu alto, lhe foi mostrado, do outro lado, o lugar de descanso de todo o povo brasileiro e de todos os povos da terra.

E você, que se acha no estágio de espírito sintético, onde tudo é visto e ligado na mediação do amor, e não mais no estágio de espírito antitético, onde tudo é visto e separado na mediação do ódio, está sendo chamado a ingressar nas fileiras do Partido Cristão do Senhor, que o Senhor o está confiando a Gerson Soares de Melo, filho legítimo da descendência de Portugal, donde surgiu o mito messiânico do Quinto Império, e a Paula Ribeiro, dos pampas, com a sua visão de uma patria de gente de rosto feliz e que é feliz porque construída e alicerçada nos valores do Evangelho subindo do extremo sul do Rio Grande do Sul e alcançando e cobrindo com o seu manto todo o Brasil. É verdade, que o Senhor o confiou Aquele que ele mesmo chamou de O Meu Moisés e àquela que Ele mesmo chamou de A Minha Miriã, dando àquela que Ele mesmo chamou de Minha Miriã A Direção, mas àquele que Ele mesmo chamou de Meu Moisés, A Condução, porque este é o tempo de se entrar na arca, de dois em dois, a começar pelo feminino e o masculino, o alicerce sobre o qual se assentará a nova ordem, conforme visionada pelo profeta Isaías e voltada a ser contemplada pelo discípulo amado.

É verdade, mas está faltando à sua obra os seus Arão, os seus Josué, os seus Calebe. Está faltando até mesmo os seus Jetro, que ajudarão na organização de todo o povo, pois sem povo não se faz uma nação e sem organização não se faz um povo. E quando vós estender a sua mão e os seus talentos à obra do Senhor então é este o momento em que as algemas da cidade que em sentido espiritual se chama Sodoma e Egito (*), que crucificou ao Senhor, e ainda hoje o crucifica no choro e no sofrimento de uma mãe que vê o jovem filho entregue aos vícios e no choro e no sofrimento de um pai que vê a família passar necessidade e não pode fazer nada, sim, quando vós estender a sua mão e os seus talentos à obra do Senhor é este então o momento em que as algemas desta cidade perversa estão sendo quebradas, e a humanidade inteira saindo de seus fardos a ocupar as moradas eternas que foram preparadas pelo filho do carpinteiro. Ora vem Senhor Jesus e traga todos os seus, e faça de nós um grande partido, condutor de todos os filhos brasileiros para fora da corrução na direção do Incorruptível, do qual o PT do início da década de 80 foi apenas sombra. Vamos reviver aqueles sonhos que se perderam, e agora numa perspectiva muito mais ampla, muito mais rica, não só a vontade do povo católico daqueles dias, mas agora também a vontade e a força e a capacidade do povo evangélico, vontade esta, força esta e capacidade esta, que realmente construirão um Brasil e uma terra de gente de rosto feliz. Que é feliz porque se encontrou com o Doador da Vida.

____________

*Apocalipse 11.8


Um comentário:

  1. saio daqui satisfeito por tudo que descobrir de belo em seu blog!

    ResponderExcluir