segunda-feira, 29 de agosto de 2011

A Palavra de Deus e a Líbia

A PALAVRA DE DEUS SE CUMPRINDO

tIMÓTEO 3DESCREVE COMO SERIA A CONDIÇÃO DO MUNDO "NOS ÚLTIMOS DIAS": SabE, PORÉM, ISTO, QUE NOS ÚLTIMOS DIAS HAVERÁ TEMPOS CRÍTICOS, DIFÍCEIS DE MANEJAR. pOIS OS HOMENS SERÃO AMANTES DE SI MESMOS, AMANTES DO DINHEIRO, PRETENSIOSOS, SOBERBOS, BLASFEMADORES, DESOBEDIENTES AOS PAIS, INGRATOS, DESLEAIS, SEM AFEIÇÃO NATURAL, NÃO DISPOSTOS A ACORDOS, CALUNIADORES, SEM AUTODOMÍNIO, FEROZES, SEM AMOR Á BONDADE, TRAIDORES, TEIMOsOS, ENFUNADOS DE ORGULHO, MAIS AMANTES DE PRAZERES DO QUE AMANTES DE DEUS, TENDO UMA FORMA DE DEVOÇÃO PIEDOSA, MOSTRANDO-SE, PORÉM, FALSOS PARA COM O SEU PODER; E DESTES AFASTA-TE. E tem “intelectual” que diz que a bíblia é um livro de ignorantes e para ignorantes. dEIXEMOS DE LADO ESSES ignorantes que pensam que são sábios E VAMOS AO QUE INTERESSA. a REPORTAGEM ABAIXO DEMONSTRA BEM CLARO DE COMO A pALAVRA DE DEUS ESTÁ SE CUMPRIMENTO EM NOSSO PRESENTE TEMPO, ao pé da letra, tim tim por tim tim

SEGUNDA-FEIRA, 29 DE AGOSTO DE 2011

A Líbia de Kadafi: o que a mídia jamais mostrará

http://4.bp.blogspot.com/-VR-6mGj10Wc/Tlt7cAgOrhI/AAAAAAAABMY/8gcTjDCmuNc/s320/kadafi%2Bverde.png
I - A ONU CONSTATOU EM 2007 QUE A LÍBIA TINHA:

1 - Maior Indice de Desenvolvimento Humano (IDH) da África (até hoje é maior que o do Brasil);


2 - Ensino gratuito até a Universidade;


3 - 10% dos alunos universitários estudavam na Europa e EUA, tudo pago;


4 - Ao casar, o casal recebia até US$ 50.000 para montar casa;


5 - Sistema médico gratuito, rivalizando com os europeus. Equipamentos de última geração, etc;


6 - Empréstimos pelo banco estatal sem juros;


7 - Inaugurado em 2007, o maior sistema de irrigação do mundo, vem tornando o deserto (95% da Líbia) em fazendas produtoras de alimentos;




II - PORQUE "DETONAR" A LÍBIA ENTÃO?


Três principais motivos:


1 - Tomar o seu petróleo de boa qualidade e com volume superior a 45 MIL MILHÕES de barris em reservas;


2 - Fazer com que todo o mar Mediterrâneo fique sob o controlo da NATO. Só falta agora a Síria;


3 - E provavelmente o principal:


- O Banco Central Líbio não está ligado ao sistema financeiro mundial.

- As suas reservas são toneladas de ouro, que garantem o valor da moeda, o dinar, que desta forma está resguardado das flutuações do dólar.


- O sistema financeiro internacional ficou possesso com Kaddafi, após ele propor, e quase conseguir, que os países africanos formassem uma moeda única desligada do dólar.



III - O QUE É O ATAQUE HUMANITÁRIO PARA LIVRAR O POVO LÍBIO:


1 - A NATO comandada, como se sabe, pelos EUA, já bombardeou as principais cidades Líbias com milhares de bombas e mísseis em que um único projéctil é capaz de destruir um quarteirão inteiro. Os prédios e infra estruturas de água, esgotos, gás e luz estão seriamente danificados;


2 - As bombas usadas contêm DU (Urânio empobrecido) (causa cancro e deformações genéticas);


3 - Metade das crianças líbias estão traumatizadas psicologicamente por causa das explosões que parecem um terramoto e racham as estruturas das casas;


4 - Com o bloqueio marítimo e aéreo da NATO, as crianças sofrem principalmente com a falta de medicamentos e alimentos;


5 - A água já não mais é potável em boa parte do país. De novo as crianças são as mais atingidas;


6 - Cerca de 150.000 pessoas por dia, estão a deixar o país através das fronteiras com a Tunísia e o Egipto. Vão para o deserto ao relento, sem água nem comida;


7 - Se o bombardeio terminasse hoje, cerca de 4 milhões de pessoas de uma população de 6,5 milhões de pessoas, estariam a precisar de ajuda humanitária para sobreviver: água e comida.


.

Em suma: O bombardeio "humanitário", acabou com a nação Líbia.

Nunca mais haverá a "nação" Líbia tal como nos dias de hoje.


--

Há ocasiões em que o silêncio é ouro, mas há outras em que é pura covardia. (John Blanchard)

Postado por Jornal Água Verde às 04:41 0 comentários

LÍBIA: Contra a guerra imperialista!

http://4.bp.blogspot.com/-rpyIxxBH9X0/Tlt63IHCiOI/AAAAAAAABMQ/0UbjTgsSaYo/s320/imperialismo%2B4.jpg
(Nota Política do PCB)


O Partido Comunista Brasileiro (PCB) manifesta sua indignação militante e condena com veemência a ocupação da Líbia pelas tropas da OTAN, travestida de proteção à população do País e apoio humanitário. Trata-se de uma das mais vergonhosas intervenções do imperialismo numa nação soberana, o que demonstra que, diante da crise sistêmica global, a bestialidade e a ganância imperiais não têm mais limites. O PCB também manifesta a sua solidariedade aos combatentes e milicianos líbios que estão enfrentando heroicamente a maior máquina militar do planeta.


Para o PCB, não se trata de defender o governo de Kadafi, mas de combater o imperialismo. O regime inspirado no “Livro Verde” não é socialista nem democrático. A Líbia foi escolhida como o atual alvo da cobiça imperial, em razão de suas imensas riquezas naturais, de seu histórico de luta pela soberania, de sua localização estratégica e de uma relativa independência em relação ao imperialismo, que não mais se contenta em ser apenas sócio dessas riquezas.


A ocupação militar da Líbia é uma grave advertência não só para os povos árabes, especialmente a Síria e o Irã, mas para todos os povos do mundo. O imperialismo, ferido nas suas entranhas, está cada vez mais agressivo e não hesita em promover uma escalada de guerras em todas as regiões do globo, para ativar seu complexo industrial militar e se safar de sua crise global.


A invasão da Líbia foi uma decisão dos países imperialistas, especialmente Estados Unidos, França e Inglaterra, visando a controlar o petróleo e o gás líbio, além dos recursos do tesouro nacional, que Kadafi ingenuamente depositou nos bancos ocidentais, imaginando que isso lhe pouparia da fúria imperialista. Nesta guerra, esses países se comportaram como verdadeiros piratas modernos, congelando os recursos financeiros líbios investidos no exterior e saqueando as reservas em ouro depositadas no Banco Central líbio.


A brutal intervenção pode ser considerada uma das mais bárbaras da história moderna, pois nestes meses de guerra a OTAN realizou mais de 20 mil bombardeios aéreos, dos quais 8 mil com bombas inteligentes guiadas a laser e outras de efeito moral, para criar um clima de pânico junto à população. Além disso, centenas de helicópteros Apache varrem diariamente os céus da Líbia atirando contra tudo que se move. A parafernália da guerra se completa com os ataques maciços dos drones, aviões de guerra não tripulados, que despejam também toneladas de bombas no País.


Esses ataques destruíram completamente a infraestrutra líbia e não pouparam residências, universidades, hospitais, estradas, quartéis, estações retransmissoras de rádio e TV, matando milhares de pessoas e criando assim um cenário de terra arrasada, a partir do qual a OTAN enviou as tropas especiais do Comando Alfa e dezenas de comandos especiais da Arábia Saudita e Qatar para tomar os pontos estratégicos do País. Depois do serviço realizado, então chamam “os rebeldes” para fazer figuração para a TV, como se tivessem sido eles os que tomaram cidades e objetivos estratégicos.


Na verdade, esses “rebeldes” não teriam a menor condição de circular em território líbio se não estivessem na retaguarda das tropas da OTAN. Trata-se de um bando de lumpens, aos quais se aliaram monarquistas, antigos exilados, mercenários estrangeiros e alguns dissidentes do regime. Não têm a mínima unidade. O que move esses bandoleiros é a repartição do butim de guerra. Foram treinados improvisadamente pela CIA e serviços secretos da França e Inglaterra mas não possuem habilidades militares, tanto que entram em pânico a qualquer disparo da resistência no interior do País.


Não é a primeira vez que o imperialismo procura vencer guerras com pretextos hipócritas, criando ficticiamente “exércitos rebeldes”, para atingir seus objetivos políticos e econômicos. Foi assim na Iugoslávia, que resultou em seu desmembramento em várias repúblicas; depois foi no Kosovo, onde chegaram a criar uma “guerrilha” cuja cúpula era constituída de chefões traficantes de drogas, como ficou demonstrado mais tarde. O imperialismo perdeu completamente os escrúpulos nessa fase de decadência.


Diante de todas estas evidências, causa repugnância e vergonha que certas forças políticas no Brasil, fantasiadas de esquerda, estejam apoiando esta guerra imperialista, apresentando os mesmos argumentos que o aparato manipulatório da mídia internacional tenta vender diariamente ao mundo. Chegam ao ponto de caracterizar os acontecimentos na Líbia como a “vitória de uma revolução popular”.


Isso significa que esses setores não apenas se comportam historicamente como a mão esquerda da direita e do imperialismo, como também cometem uma infâmia contra todo o povo líbio e as forças que no mundo inteiro dão combate ao imperialismo. Objetivamente, fazem o jogo do imperialismo, do qual são agentes de fato.


A invasão da Líbia pela OTAN deve servir de lição para todos os governantes e povos do mundo: neste momento de crise imperial, não adianta querer conciliar com o imperialismo. Ele aproveita a conciliação e exige mais concessões. A hora é de arregaçar as mangas e construir um amplo movimento mundial antiimperialista e anticapitalista, com capacidade de colocar as massas em movimento para derrotar os inimigos da humanidade.


Partido Comunista Brasileiro

Comissão Política Nacional

26 de agosto de 2011

Torne-se um Arauto Celestial, Pregador das Verdades Celestes. arautocelestial@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário